jusbrasil.com.br
26 de Setembro de 2017

Brasileiro é contra corrupção, mas maioria admite obter vantagens de modo ilegal

Sete em cada dez pessoas admitem já ter cometido atitudes corruptas em situações cotidianas, segundo levantamento.

Wagner Francesco ⚖, Estudante de Direito
Publicado por Wagner Francesco ⚖
há 2 anos

Você acredita que a corrupção é um problema grave no País? A resposta da maioria dos brasileiros para essa pergunta é sim, conforme pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria na semana passada. Mas como entender essa situação quando o brasileiro é ao mesmo tempo autor e vítima desse problema?

Brasileiro contra corrupo mas maioria admite obter vantagens de modo ilegal

De acordo com estudo divulgado nesta quinta-feira (4) pelo Instituto Data Popular, sete em cada dez brasileiros admitem já ter cometido atitudes corruptas em situações cotidianas. O mesmo levantamento, no entanto, mostra que somente 3% da população se considera corrupta.

O instituto ouviu 3.500 pessoas em 146 cidades de todo o País na primeira quinzena de janeiro e constatou que a atitude ilícita mais comum no dia a dia do brasileiro é comprar produtos piratas. O ato foi admitido por 67% dos entrevistados, enquanto 75% afirmaram que conhecem alguém que já cometeu essa atitude.

O uso indevido da carteirinha de estudante também tem destaque entre as atitudes corruptas cometidas pelos brasileiros. Na pesquisa, 15% dos entrevistados disseram que compraram meia-entrada usando documento de outra pessoa ou falso, enquanto 20% admitiram conhecer alguém que fez isso.

Somente 1% dos entrevistados admitiu cometer irregularidades ao entregar a declaração do Imposto de Renda à Receita Federal. No entanto, quando perguntados se conhecem alguém que utilize esse expediente, 15% responderam que sim.

Outras formas de obter vantagem admitidas pelos brasileiros durante o estudo foram não devolver a diferença ao receber o troco a mais (21%); e fazer instalações irregulares de TV por assinatura, o famoso "gato" (11%).

Fonte

30 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

É exatamente isso que comentamos em outra postagem de sua autoria (O Brasil não é o pais da impunidade).

Cobra-se condutas rígidas de políticos, mas quando se é multado pergunta-se se "tem jeito".

Como querer combater a corrupção se a cultura de quem a combate é corrupta? continuar lendo

Jesus, que sempre foi muito ético, já dizia:

Como podes dizer a teu irmão "permite-me remover o cisco do teu olho", quando há uma viga no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho, e então poderás ver com clareza para tirar o cisco do olho de teu irmão. (MT 7:4-5) continuar lendo

Caro Wagner, a bíblia tem cada passagem! Essa é uma das melhores! Apesar de ateu, penso a bíblia deve ser seguida em seus fundamentos de moral e convivência! Não a moral hipócrita (certos "valores", etc) mas a moral voltada ao caráter. Se cada um fizer o certo e não incomodar o próximo, viveremos no paraíso (tomando o exemplo bíblico). continuar lendo

Nadir, considero você uma pessoa absolutamente esclarecida, e nunca consegui me opor aos seus comentários, por isso não vou me opor, apenas continuar, acrescentar,
Em terra de cego, quem tem um olho, é rei.
Em terra de corruptos, quem tem uma vergonha, seria?
Acredito que para você, escrevi um livro. continuar lendo

Já ouvi, algumas vezes, o seguinte argumento:
"Se os mais fortes, ricos e políticos, são corruptos, o cidadão comum deve ser também para poder sobreviver".
Ou seja, as pessoas não tem força para poder fazer o que é correto ou não tem informação do que é correto e vendo outros fazerem apenas copiam e também fazem. continuar lendo

Errado. O político é eleito e pode ser removido por FALTA de votos. O escândalo do mensalão veio no PRIMEIRO mandato de Lula, ele foi reeleito e elegeu Dilma. Duas vezes. O problema é realmente o povo e não os políticos. continuar lendo

Concordo, Ibanez!
Como é sabido, o Estado é paternalista. Penso eu que podemos fazer uma analogia à família, como que o os filhos irão fazer a coisa certa se os pais não fazem? O exemplo tem que vir de cima! continuar lendo

Parece impossível combater a corrupção em um país onde ela própria faz parte da cultura popular. É com orgulho que ostentamos a bandeira do "jeitinho brasileiro", quando na verdade deveríamos nos envergonhar em buscar soluções "alternativas" para resolver tudo. Inúmeros são os argumentos e explicações para justificar a nossa conduta corrupta, mas esses mesmos argumentos não se aplicam quando o dedo está apontado para o próximo.
Enquanto prevalecer o entendimento de que "eu posso fazer também, porque o outro fez", "isso sempre foi assim, não adianta tentar mudar o sistema", "se eu não pegar, vem outro e pega", seremos governados por pessoas corruptas, pois nos esquecemos de um detalhe: os políticos nada mais são que certas pessoas destacadas da sociedade através do processo eleitoral, com a finalidade de representá-la. continuar lendo

É isso mesmo, disse tudo!! continuar lendo

Concordo, Max, obrigado pelo comentário.
Tenho visto movimentos propondo a volta do militarismo, o que, para mim, seria trocar seis por meia dúzia. Trabalho com militares da Aeronáutica e sei que o meio é tão corrupto quanto pode ser, salvo raras e honrosas exceções.
Se me permite complementar seu comentário, o que acho é que quem se encaminha para uma carreia política já tem a intenção de se encaminhar para um cargo onde as vantagens ilícitas são a normalidade, não o crime. Assim, fica difícil votar em alguém que se candidata nessas condições.
Por outro lado, não há uma alternativa imediata e viável dentro do Brasil para essa situação, o que me faz pensar no Raul Seixas: a solução é alugar o Brasil...ou, parafraseando o Luis Fernando Veríssimo, o Brasil é ótimo, só é mal frequentado...
Enquanto não houver uma mudança de mentalidade, em que as pessoas passem a compreender que as leis não são medidas de punição, mas sim regras de convívio aceitável, vamos continuar assim.
Podemos fazer isso, mas com muito tempo e muita educação; os demais benefícios serão obtidos como consequência destas duas necessidades primárias. continuar lendo

Meus caros, corrupção existe em todos os países, não só no Brasil. De quando em vez nos deparamos com um dignitário japonês a pedir desculpas à nação por ter prevaricado. Nos EUA tivemos o caso "Watergate", que gerou a renúncia do então presidente Richard Nixon. Na FIFA, templo sagrado do futebol mundial, ela tem mostrado bem a cara. O problema é que no Brasil ela ganhou proporções alarmantes. Tornou-se sistêmica. Seus tentáculos se estenderam por todo o organismo estatal como metástase de um câncer. Agora, só o tratamento quimioterápico de operações tipo "Lava-Jato" poderá conter a doença. Em 2018 teremos a chance de recomeçar, se o país sobreviver até lá. continuar lendo

Concordo plenamente com os comentários de vocês e todos sabemos qual o caminho para reverter este quadro: EDUCAÇÃO.
Resgatando aqui a idéia de Thomas Morus em “Utopia”, uma reflexão acerca do tema educação na visão do autor, nos levaria facilmente à conclusão de que ela, por si só, seria suficiente para extinguir inclusive o próprio Judiciário ou minimizar seu campo de atuação apenas a resolver questões de interpretação da lei nas relações contratuais, tamanha é a sua importância.
Mas como toda mudança, esta também demanda tempo e infelizmente me preocupa perceber que o desinteresse pela melhoria da qualidade e do acesso a educação não parece ser exclusivo dos governantes mas também da população, que por estar cansada e descrente de seus governantes se interessa mais em "curtir na balada, tomando virote". continuar lendo

Como ser honesto se de cada 10 pingos de suor nosso levando ao pé da letra 07 o governo absorve, somos escravos de um sistema corrupto e tratados como gado, estamos tão surrados pelo sistema que só leva e nada nos devolve, somos chamados de "contribuintes" e na verdade somos lesados...o que querem mais de nós? continuar lendo

Adelio, educação vem de berço! Se queres honestidade, sejas honesto, ensine seus filhos a serem honestos e transmita a honestidade em cada gesto, em cada passo, pensar no que os corruptos do governo fazem não vai ajudar em nada... continuar lendo

Então Felipe Machado, respeitando seu ponto de vista mas pra mim educação tem pouco ou nada haver com honestidade, pois os maiores golpistas são pessoas extremamente "gentis" e pelo que eu entendi a maioria dos brasileiros querem se livrar do abuso de poder das multinacionais, dos monopólios e do sistema fiscal de porcentagem abusiva, e burocrático que temos, é neste espaço que a maioria quer "obter vantagem" o que na verdade está apenas tentando sobreviver e ser menos massacrado, pois atualmente bandidos tem direitos e cidadãos tem deveres... continuar lendo